top of page
Post: Blog2 Post

Aumento dos casos de dengue preocupa diretora do Hospital João Murilo de Oliveira em Vitória de Santo Antão

Atualizado: 12 de abr.

Entrevista exclusiva com a Diretora do HJMO, Dra. Roberta Câmara.


Dra. Roberta Câmara Foto: Gabriela / OPV

Vitória de Santo Antão e região têm enfrentado um desafio crescente com o aumento significativo dos casos de dengue. Em uma entrevista exclusiva concedida ao nosso site, a diretora do Hospital João Murilo de Oliveira (HJMO), Dra. Roberta Câmara, destacou a preocupação da instituição diante desse cenário alarmante.



Segundo a Dra. Roberta, o principal desafio enfrentado pelo HJMO tem sido lidar com o aumento exponencial do número de casos de dengue, refletindo diretamente no volume de atendimentos nas emergências tanto para adultos quanto para crianças. Ela ressaltou que muitos dos casos atendidos no hospital poderiam ser gerenciados de forma mais eficiente na atenção básica das Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município, o que ajudaria a evitar o superlotamento da unidade hospitalar, permitindo um melhor atendimento aos casos mais graves.


Durante este período crítico, a Dra. Roberta informou que houve um aumento de 30 a 40% no número de casos de dengue atendidos mensalmente no HJMO. Ela enfatizou que os casos leves podem ser tratados em casa com antitérmicos e hidratação, orientando os pacientes a procurarem as UBS para uma assistência adequada. No entanto, a diretora alertou que qualquer sinal de sangramento ou quadro de vômito deve ser imediatamente relatado ao HJMO, bem como as gestantes devem procurar a unidade ao suspeitarem de dengue.


É importante ressaltar que o hospital não realiza testes rápidos para identificar a presença do vírus da dengue, conforme explicado pela Dra. Roberta. No entanto, ela reforçou a importância da prevenção, destacando medidas como a manutenção de caixas d'água tampadas e a eliminação de possíveis criadouros do mosquito transmissor, além de permitir a visita dos agentes de saúde para monitorar focos de proliferação.


A Dra. Roberta também alertou para um novo quadro de sintomas observado em crianças com dengue, que inclui diarreia, podendo ser confundido com uma infecção intestinal. Ela pediu aos pais que estejam atentos aos sintomas e evitem expor as crianças a possíveis riscos, especialmente considerando o contexto de doenças respiratórias. O HJMO abriu 10 leitos adicionais na ala pediátrica para atender casos dessas doenças, enfatizando a importância de manter as crianças em casa e evitar visitas.


Por fim, a Dra. Roberta tranquilizou a população, afirmando que, até o momento, nenhum paciente com quadro grave de dengue veio a óbito na unidade hospitalar. No entanto, reforçou a necessidade de medidas preventivas e de conscientização para combater a proliferação da doença na região.


Por Edvaldo Paiva.

Comments


bottom of page