top of page
Post: Blog2 Post

Correios priorizam doações para o Rio Grande do Sul e suspendem coleta de roupas

Atualizado: há 5 dias



Os Correios anunciaram a suspensão temporária da coleta de itens de vestuário como doações para as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul. A empresa tem recebido contribuições em todas as suas agências em todo o país, mas constatou que 70% dos itens doados são roupas, sapatos e outras peças.


Em coordenação com a Defesa Civil no Rio Grande do Sul, os Correios solicitam que os doadores priorizem outros itens essenciais, como água, alimentos da cesta básica, produtos de higiene pessoal, material de limpeza seco e ração para animais de estimação.



Além de servirem como pontos de coleta, as agências dos Correios estão realizando o transporte gratuito dos donativos para as áreas afetadas. Isso significa que quem doa não precisa pagar pelo envio.


Com mais de 10 mil unidades em todos os estados e no Distrito Federal, os Correios têm se empenhado para garantir a logística adequada para as doações. No entanto, diante da alta quantidade de roupas recebidas, a empresa decidiu direcionar o foco para itens prioritários, conforme orientação da Defesa Civil.


Até o momento, mais de 11 mil toneladas de doações foram recebidas, e 3 mil toneladas já foram entregues. Os Correios recomendam que os doadores embalem e identifiquem o tipo de material, o que facilita a triagem e a distribuição dos donativos.


Para uma melhor organização, os doadores são encorajados a entregar cestas básicas já fechadas ou com alimentos reunidos em sacos transparentes, e itens de higiene pessoal em kits pré-montados. As doações devem ser separadas por categorias e embaladas em caixas ou sacolas vedadas, para garantir a integridade dos produtos durante o transporte.


A empresa também solicita que a população do Sudeste e do Sul dê prioridade às doações de água potável, enquanto outras regiões podem preferir doar itens secos. A medida visa otimizar a logística e atender às necessidades mais urgentes das comunidades atingidas pelas enchentes.


No Rio Grande do Sul, as agências ativas estão distribuídas em várias cidades, incluindo São Borja, Santo Ângelo, Santa Rosa, Canoas, Esteio, Pelotas, e Porto Alegre. Na capital gaúcha, as doações podem ser feitas nos Centros de Distribuição Domiciliária Vila Jardim, Antônio de Carvalho, Restinga e Cavalhada, das 8h às 17h. Diversos itens são aceitos, como colchões, cobertores, água, produtos de higiene e rações para animais de estimação.


2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page