REALIZADA A PRIMEIRA AUDIÊNCIA SOBRE SEGURANÇA PÚBLICA ORGANIZADA PELO VEREADOR ANDRÉ CARVALHO


Em menos de 4 meses já registramos mais de 60 mortes por crimes violentos em Vitória de Santo Antão. O número é alarmante e deixa os cidadãos em estado de cautela. A situação é tão delicada que um grupo de pessoas se mobilizou para realizar uma passeata em pedido de paz na avenida Mariana Amália, por conta do assassinato do jovem Rubinho, de apenas 25 anos, que perdeu a vida em um assalto na região de Galiléia.

Nesse intuito, o vereador André Carvalho (PDT), em conjunto com o vereador Biu de Genáro (PP), organizou no dia 20 de abril a primeira Audiência Pública sobre Segurança em Vitória de Santo Antão. O vereador André Carvalho foi quem abriu a Audiência: “O Pacto pela vida falhou. Vitória de Santo Antão é hoje a cidade ideal para se cometer crimes, uma vez que o complexo da delegacia fica num prédio projetado para ser um motel e fora da cidade, o Batalhão tem que cuidar de 6 municípios e não temos um desenho institucional para se fazer um trabalho preventivo de segurança. Além disso, o Governo do Estado esteve em Vitória e não anunciou nada para ser investido em Segurança Pública”, declarou.


Algumas cobranças foram feitas tanto ao Governo Estadual, em virtude da falta de estrutura das polícias militares e civil para o trabalho ostensivo e de investigação, quanto para o Governo Municipal. O vereador André Carvalho ainda cobrou as promessas que o prefeito Paulo Roberto havia feito em campanha e inserido em seu plano de governo: “onde está o Plano Municipal de Segurança? A Ouvidoria Itinerante? Os Núcleos Comunitários? O plano estratégico de iluminação? O patrulhamento Rural? A academia da Guarda Municipal? Tudo isso estava no plano de governo do atual prefeito”, pontuou.

O Secretário de Desenvolvimento Social anunciou que o programa de formação dos guardas municipais está acontecendo online, mas ainda essa semana seria feita uma etapa da formação presencial. Ainda acrescentou que com urgência será feito um concurso público para aumentar o efetivo da Guarda Municipal.

Hoje a cidade de Vitória de Santo Antão está entre as 10 cidades mais violentas do Brasil, considerando a proporção por 100 mil habitantes, conforme o último Anuário de Violência divulgado. A reunião contou com a participação de diversas instituições de Segurança, como Dr. Emanuel Roberto (Diretor do Presídio em Vitória); Coronel Noberto Lima (Comandante do 21º Batalhão da PM); Doutora Danúbia Andrade (Delegada da Mulher); Rosa Santana (Secretária Municipal da Mulher); Fernanda Nóbrega (representando a Procuradoria Geral de Justiça de Pernambuco); Coronel Ady Alves (Secretário Municipal de Desenvolvimento Social); Henrique Filho (Deputado Estadual) e a família do jovem Rubinho, que foi assassinado tragicamente na zona rural do município.

10 visualizações0 comentário